NOVA CRUZ

ESTE BLOG VAI DESTACAR AS COISAS DA CIDADE DE NOVA CRUZ E DOS MUNICÍPIOS LIMITROFES:ESPERÍTO SANTO, LAGOA D’ANTA, MONTANHAS, PASSA E FICA, PEDRO VELHO, SANTO ANTÔNIO DO SALTO DA ONÇA E VÁRZEA(RN); CAIÇARA, JACARAÚ, LOGRADOURO E TACIMA(PB) – STPM JOTA MARIA, JOTAEMESHON, JULLYETTH, JÚNIOR E JÚLIA – MOSSORÓ-RN

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS
COM 70 BLOGS E MAIS DE 4 MIL LINKS - MOSSORÓ-RN

BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

sábado, 8 de março de 2014

PEDRO MARINHO DA SILVA

PEDRO MARINHO DA SILVA, NATURAL DE GUARABIRA-PB, NASCIDO A 8 DE MAIO DE 1950, FILHO DE JOSÉ MARINHO DA SILVA E DE JOSEFA EVARISTO DOS SANTOS, AUTOR DO LIVRO NOVA CRUZ - RETALHO DE UMA HISTÓRIA. RESSALTAMOS QUE PARTE DAS POSTAGENS DESTE BLOG VEM DO TRABALHO DE PEDRO MARINHO

sexta-feira, 7 de março de 2014

PADRE NORMANDO PIGNATRO DELGADO

Natural de Nova Cruz (RN), Padre Normando nasceu em 9 de março de 1934. Foi ordenado sacerdote em 15 de dezembro de 1973. Por muitos anos, foi pároco da Paróquia de São José, de São José de Campestre. Com a criação da Paróquia de São Camilo de Léllis, no bairro de Lagoa Nova, em Natal, no ano de 2011, ele foi nomeado o primeiro pároco, função que ocupava até agora.
Padre Normando também desempenhava a função de Juiz Auditor da Câmera Eclesiástica da Arquidiocese de Natal.
Tinha formação acadêmica em direito e era escritor. Em 2008, escreveu o livro “As Floradas do Pau D’Arco”, dando enfoque à história dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu. Recentemente, se dedicava a um livro-documentário sobre a história da criação de todas as paróquias do Rio Grande do Norte
FALECEU NATAL NO DIA 1º DE FEVEREIRO DE 2014
FONTE - BLOG MONTANHAS EM AÇÃO

quarta-feira, 5 de março de 2014

DIÓGENES DA CUNHA LIMA

Natural de Nova Cruz, nascido a 20 de julho de 1937, filho de Diógenes da Cunha Lima e Eunice Pessoa da Cunha Lima. Eleito em 29 de dezembro de 1971, para o cargo de presidente da Academia Nortegrandense de Letras Formou-se em Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 1963, quando iniciou sua carreira profissional. Exerceu vários cargos e funções: Adjunto de Promotor de Justiça das Comarcas de Nova Cruz e Natal; Procurador da Prefeitura Municipal de Natal; Presidente da Fundação José Augusto;

Diógenes da Cunha Lima  foi reitor da UFRN-Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no período de 1983 a 1990. Seu irmão Daladier da Cunha Lima (23/01//1939) também foi reitor da UFRN, em 1987,  daí, o paraibano Diógenes da Cunha Lima, foi o único pai na história do país que teve dois filhos que foram reitores de uma Universidade Federal.

DELADIER CUNHA LIMA

Natural de Nova Cruz, nascido a 20 de julho de 1937, filho de Diógenes da Cunha Lima e Eunice Pessoa da Cunha Lima, nascido a 23 de janeiro de 1939, ex-reitor reitor da UFRN
FOTO - TRIBUNA DO NORTE

sábado, 1 de março de 2014

CORONEL ANTONIO PÁDUA CRIZANTO

NATURAL DE NOVA CRUZ-RN, NASCIDA EM 21 DE FEVEREIRO DE 1939, FILHO DE  FRANCISCO GOMES CRIZANTO E DE MARIA MADALENA LIMEIRA CRIZANTO. FOI COMANDANTE DA ENTÃO CIPM E ATUAL 8º BPM DE NOVA CRUZ

JOSÉ PEIXOTO MARIANO

PREFEITO DE NOVA CRUZ EM TRÊS MANDATOS, ELEITO PELA PRIMEIRA VEZ EM  7 DE OUTUBRO DE 1962, PELA SEGUNDA VEZ EM 15 DE 1972 E PELA TERCEIRA VEZ EM 15 DE NOVEMBRO DE 1982
FOTO - BLOG NOVA CRUZ EM FOCO

NOILDE PESSOA RAMALHO

A professora Noilde Pessoa Ramalho nasceu em Nova Cruz (RN), no dia 19 de julho de 1920, filha de Odilon Amâncio Ramalho e Lucilla Pessoa Ramalho. Ingressou na Escola Doméstica em 1936, no 2º ano do Curso Doméstico, diplomando-se em 17 de novembro de 1939. Em março de 1945, assumiu a Direção da Escola Doméstica com apenas 25 anos de idade, na qual permaneceu e dedicou-se até o fim de sua vida.
Fundadora do colégio Henrique Castriciano (1987) e da FARN (1999). À frente da Escola Doméstica, a Senhora Noilde imprimiu, um mais de meio século, a marca da eficiência, do trabalho, do amor ao ensino, por entender que a educação é um processo de mudança e aperfeiçoamento.
Entre outras realizações, inaugurou o pavilhão de puericultura, fundou a Associação das Ex-alunas, revalidou o curso doméstico de nível colegial. Recentemente, e criou a Faculdade Natalense para o Desenvolvimento do Rio Grande do Norte.
Exemplo de dedicação ao ensino, símbolo vivo de um modelo educacional, a história da Escola Doméstica de Natal confunde-se com a biografia de Noilde Ramalho. Na sua gestão tomou importantes decisões.
Entre elas: adequação do currículo da Escola ao ensino regular; a não incorporação à UFRN; a criação de uma escola mista, o Colégio Henrique Castriciano, e a idealização de uma faculdade, a FARN, aperfeiçoando.
FALECEU NO DIA 27 DE DEZEMBRO DE 2010
FONTE  - TRIBUNA DO NORTE

JOANITA TORRES ARRUDA CÂMARA

NATURAL DE ARARUNA-PB, NASCIDA EM 26 DE JULHO DE 1912, CASADA COM LAURA ARRUDA CÂMARA, PRIMEIRA PREFEITA DE NOVA CRUZ, ELEITA EM 05 DE JANEIRO DE 1958. FALECEU NO DIA 29 DE ABRIL DE 1993
FOTO - BLOG RAFAEL AGRESTE

CORONEL PMRN PEDRO HERÁCLITO PINHEIRO

Nasceu no município de Nova Cruz, a 31 de janeiro de 1899, filho do Alferes Joaquim Anselmo Pinheiro Filho e de Paulina Generosa do Amor Divino Pinheiro. Oficial da Polícia Militar, ingressando na corporação em 15 de março de 1924, na graduação de soldado. Desde 1º sargento, até o ingresso na reserva, sempre ocupava cargos policiais no interior do Estado, além de ter sido prefeito dos municípios de Caraúbas, Ceará Mirim, Patu, Nísia Floresta e Pedro Avelino. Exerceu a função de delegado de polícia do município de Mossoró, no período de 29 de novembro de 1930 a 8 de julho de 1931. Faleceu em Natal, no dia 7 de dezembro de 1963, no posto de coronel. Seu pai JOAQUIM ANSELMO PINHEIRO FILHO, foi comandante geral da Polícia Militar no período de 5/1/1914 – 20/6/1928.

LAURO ARRUDA CÂMARA

 PREFEITO DE NOVA CRUZ, ELEITO NO DIA 26 DE MARÇO DE 1948, POSSE EM 16 DE ABRIL DE 1948 COM MENOS DE DOIS ANOS, RENUNCIOU AO MANDATO DE PREFEITO, E CANDIDATOU-SE A DEPUTADO ESTADUAL, SENDO ELEITO NO DIA 3 DE OUTUBRO DE 1950, SENDO O MAIS VOTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. FALECEU NO DIA 24 DE JULHO DE 1996
FOTO - BLOG RAFAEL AGRESTE

JOSÉ EPIFÂNIO DA SILVA

JOTA EPIFÂNIO - "O VELHO ESCRIBA", natural de Nova Cruz-RN, nascido em 23 de setembro de 01947. Jornalista e colunista social do Jornal Tribuna do Norte. Faleceu em Natal no dia 31 de dezembroi de 1999
fonte - livro 400 DE NATAL

NEY ARANHA MARINHO

Natural de Nova Cruz-RN, nascido  em 26 de janeiro de 1926, filho de  NESTOR MARINHO, prefeito de  Nova Cruz, no período de 1º de janeiro de 1924 a 31 de dezembro de 1919.  Ney Marinho foi promotor de justiça adjunto na comarca de Nova Cruz e, por 25 anos, exerceu o cargo de Procurador do Departamento de Estradas de Rodagem – DER. Foi deputado estadual, eleito em 3 de outubro de 1954. Também conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/RN e conselheiro federal por 4 mandatos, com atuação marcante em defesa das prerrogativas dos advogados. casado durante 40 anos com Dona MARILDA DANTAS MARINHO
Na profissão, atuou por mais de 40 anos, com reconhecido destaque nos diversos ramos do Poder Judiciário, inclusive perante os tribunais superiores. Patrono do Fórum Eleitoral do Comarca de Nova Cruz, inaugurado no dia 23 de agosto de 2013. Faleceu em Natal, no dia 15 de fevereiro de 1999
FONTE -0 400 NOMES DE NATAL, NOVA CRUZ - RETRATO DE UMA HISTÓRIA E INTERNET

CARLOS ALEXANDRE


Natural de Nova Cruz-RN, nascido em 01 de junho de 1957 e faleceu em Tangará-RN, no dia 30 de janeiro de 1989,filho de Gennaro Bezera Martins e Antonieta Feconstinny Bezerra, a carreira de Carlos Alexandre começou em 1975, quando ainda utilizando o nome artístico de “Pedrinho”,[1] teve sua primeira música gravada. O radialista Carlos Alberto de Sousa levou-o para a RGE, pela qual gravou um compacto simples, com as canções “Arma de Vingança” e “Canção do Paralítico”, que teve vendagem de 100 000 cópias, sucedido pelo grande sucesso, “Feiticeira”, com 250 000 cópias.


A sua voz era firme e eloquente. No dia 30 de janeiro de 1989 o cantor se envolveu em um acidente na estrada estadual RN-093, que liga os municípios de Tangará e São José do Campestre, na região da Borborema potiguar, divisa das regiões Agreste com Trairi do Rio Grande do Norte, quando havia saído de um show e seguia para sua casa em Natal, na época o cantor havia lançado recentemente o disco Sei, Sei. No seu repertório de sucessos, encontramos canções como “Feiticeira”, “Cartão Postal”, “Sertaneja” e “A Ciganinha”.

O mito que veio da Esperança Distante do centro urbano natalense, há 40 anos nascia a Cidade da Esperança. Como o próprio nome guarda em seu significado, surgia um aglomerado populacional que trazia consigo a fé, o desejo do lar, até pelo fato de ser uma experiência pioneira do modelo de moradia para a população de baixa renda. Naquele momento Natal recebia de presente o primeiro conjunto habitacional da América Latina. Conjunto que abrigou e ainda acolhe nomes que fizeram e a continuam construindo a trajetória da capital potiguar. Entre eles está Pedro Soares Bezerra, nome pouco conhecido do grande público, já que na vida artística ele era batizado como Carlos Alexandre, cantor que morreu em um acidente de carro em 1989.

Ídolo popular, ninguém poderia representar melhor o bairro. Carlos Alexandre era um retrato das pessoas de Cidade da Esperança. Humilde, simples, mesmo depois que alcançou o sucesso e passou a ter remunerações mais expressivas não trocou Natal pelo Sudeste, centro da arte e cultura do país, muito menos deixou o bairro que o recebeu quando ele saiu do município paraibano de Jacaraú, onde morava com a família que o adotou aos 2 anos de idade, e veio para a capital potiguar que lhe presenteou com os caminhos da carreira musical. Durante 10 anos ele morou na ‘‘Esperança’’, somente nos três últimos anos de vida fixou residência no Jardim América e depois na Zona Norte.

Sucesso

Nascido em Nova Cruz, ele alcançou o sucesso aos 21 anos, talvez tenha sido um dos norte-rio-grandenses que mais brilhou na música nacional. Deixou 200 composições gravadas em três compactos e 14 LPs (sendo dois LPs e quatro CDs uma homenagem póstuma feita pela gravadora RGE). Com esses trabalhos ganhou 15 discos de ouro e um de platina. Para se ter uma idéia da dimensão de seu sucesso, a viúva do cantor, Maria Solange de Melo Bezerra, 48 anos, até hoje, 17 anos depois de sua morte, sobrevive com os recursos provenientes dos direitos autorais que ainda recebe, ‘‘a música dele ainda é tocada e regravada. Em todo o Brasil se escuta Carlos Alexandre. Recebo direitos autorais até de rádios de Portugal’’.

Solange foi sua companheira durante toda a sua carreira e também a sua maior incentivadora. Eles se conheceram em 1976, quando Carlos Alexandre, aos 19 anos, veio para Natal fazer uma cirurgia e não mais voltou para Jacaraú, ficou morando e trabalhando com os irmãos de criação que eram comerciantes. ‘‘a casa do irmão dele ficava na rua da casa da minha mãe, na Cidade da Esperança. Ele trabalhava como vendedor na padaria de um dos irmãos. Nessa época já gostava de cantar, seus ídolos eram Elvis Presley, Roberto Carlos e Evaldo Braga. A noite ele ia para frente da minha casa e ficava cantando e tocando violão. Juntava muita gente’’, recorda-se Solange.

Relacionamento

Nessa época ele já estava interessado em namorá-la, mas Solange tinha um outro namorado. ‘‘Até que na virada do ano de 76 para 77 meu namorado não apareceu. No dia 1º de janeiro ele me disse que havia feito a música Arma de vingança para mim e nós começamos a namorar’’. Ela conta que aos poucos foi modificando as roupas, o cabelo e o jeito do namorado, como o intuito de levá-lo até a casa do então radialista Carlos Alberto de Sousa, ‘‘ aquele era um ano de campanha, Carlos Alberto ia ser candidato a vereador e gostava de ajudar muito aos pobres. Na primeira vez que fomos até a casa de carlos Alberto, Carlos Alexandre ficou nervoso. Insisti e fomos novamente até a Rádio Cabugi, onde Carlos Alberto tinha um programa. Lá ele cantou Canção de um paralítico e Arma de vingança. Carlos Alberto adorou e na hora já fizeram um trato, no qual Carlos Alexandre cantaria na campanha e se ele ganhasse, Carlos Alberto se comprometia a levar todos os artistas que o ajudaram para gravar um disco em São Paulo’’, afirma. Até então ele era conhecido como Pedrinho, passou a utilizar o nome artístico de Carlos Alexandre por sugestão de Solange, ‘‘eu tinha um afilhado com esse nome e achava lindo. Fiz a sugestão e ele gostou’’.

A campanha foi vitoriosa e o trato foi cumprido. Em janeiro de 1978 Carlos Alexandre junto com Gilliard, Edson Oliveira, entre outros artistas embarcaram para São Paulo, para gravar seus discos pela RGE. Carlos Alexandre gravou um compacto que vendeu R$ 100 mil cópias. O cantor foi então chamado pela RGE para gravar seu primeiro LP, ainda em 1978, Feiticeira, que o consagrou vendendo R$ 250 mil cópias. Esse disco também foi gravado em castelhano. Carlos Alexandre viajou o país com seus sucessos, Feiticeira, A ciganinha, Vá pra cadeia, entre tantos outros. Em algumas viagens Solange, que casou-se com o artista em fevereiro de 78, o acompanhava, ‘‘ia sempre quando ele ia gravar. Ele vinha para Natal para gastar o que ganhava fora. Dizia que Natal era a sua cidade, o lugar para descanso e para lazer’’, lembra.

Acidente

Para Solange o cantor era uma pessoa simples, amável, não guardava mágoa de ninguém e tinha muitos amigos. Ela ainda conta que o artista era um pouco namorador, mas logo justifica a atitude do marido, ‘‘também bonito e gostoso como era’’. Além de companheira, Solange ainda era a responsável por confeccionar as roupas de seus shows. Juntos eles tiveram três filhos: Germina de Melo Bezerra (através do nome da filha ele homenageou a sua mãe de criação), 27 anos; Carlos Alexandre de Melo Bezerra, 24 anos; e Carlos Adriano de Melo Bezerra, 21 anos. Hoje o filho do meio, que é conhecido como Carlos Alexandre Júnior, está seguindo os passou do pai e vem fazendo diversos shows pelo interior do Nordeste.

Especula-se que ele teria tido um filho fora do casamento. A historia que envolve uma fã, Foi omitida e negada pela familia e pela impressa, nada se sabe sobre este suposta historia. Hoje esse suposto filho com 27 anos leva seu mesmo nome artistico Carlos Alexandre e reside no sudeste na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais

O cantor morreu em 30 de janeiro de 1989 em um acidente de carro entre São José de Campestre e Tangará, quando voltava de um show em Pesqueira, em Pernambuco. O velório ocorreu no ginásio de esportes de Cidade da Esperança e o enterro, que reuniu milhares de fãs foi no cemitério de Bom Pastor, no dia 31 de janeiro. Segundo matérias publicadas na época, ele foi sepultado ao som da multidão cantando Feiticeira. ‘‘Até hoje sinto muito a falta dele. Ainda guardo a camiseta suada que ele vestia antes de viajar. As últimas palavras que disse a ele foram: leve um pedaço do coração e deixe um pedaço do seu’’, recorda-se.

Diário de Natal 13 de Fevereiro de 2006.
FONTE - BAIXANDO DISCOTECA E 400 NOMES DE NATAL

NOVA CRUZ

O MUNICÍPIO DE NOVA CRUZ, ANTIGO ANTA ESFOLADA,  FICA SITUADO NA MESORREGIÃO AGRESTE POTIGUAR. FOI FUNDADO EN 1855, CONQUISTOU A CATEGORIA DE MUNICÍPIO PELA LEI PROVINCIAL Nº 245 DE 15 DE MARÇO DE 1852 E FOROS DE CIDADE EM 3 DE DEZEMBRO DE 1918. É O 60º MUNICÍPIO POTIGUAR EM ÁREA TERRITORIAL, COM 277 QUILÔMETROS QUADRADOS, EQUIVALENTE  00,59 DO TERRITÓRIO ESTADUAL. ESTÁ COLOCADO NO 11º COLOCAÇÃO POPULACIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, COM UMA POPULAÇÃO DE 35.280 HABITANTES

PORTAL NOVACRUZENSE

1 – AABB DE NOVA CRUZ
2 – APAMI
3 – BANCO DO BRASIL
4 – BANCO DO NORDESTE
5 – BANDA DE MÚSICA DE NOVA CRUZ
6 – BIBLIOTECA PÚBLICA DE NOVA CRUZ
07 – CAERN DE AFONSO BEZERRA
08 – CAERN DE  ÁGUA NOVA
09 – CAERN DE  ALMINO AFONSO
10 – CAERN DE ALTO DO RODRIGUES
11 – CAERN DE ANTÔNIO MARTINS
12 – CAERN DE ARÊS
13 – CAERN DE BAÍA FORMOSA
14 – CAERN DE BARCELONA                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                
15 – CAERN DE BENTO FERNANDES
16 – CAERN DE BOA SAÚDE
17 – CAERN DE BODÓ
18 – CAERN DE BOM JESUS
19 – CAERN DE BREJINHO
20 – CAERN DE CAIÇARA DO NORTE
21 – CAERN DE CAIÇARA DO RIO DO VENTO
22 – CAERN DE CAMPO REDONDO
23 – CAERN DE CARNAUBA DO DANTAS
24 – CAERN DE CARNAUBAIS
25 – CAERN DE CERRO CORÁ
26 – CAERN DE CORONEL EZEQUIEL
27 – CAERN DE CORONEL JOÃO PESSOA
28 – CAERN DE CRUZETA
29 – CAERN DE DOUTOR SEVERIANO
30 – CAERN DE ENCANTO
31 – CAERN DE EQUADOR
32 – CAERN DE ESPÍRITO SANTO
33 – CAERN DE FERNANDO PEDROSA
34 – CAERN DE FLORÂNIA
35 – CAERN DE FRANCISCO DANTAS
36 – CAERN DE FRUTUOSO GOMES
37 – CAERN DE GALINHOS
38 – CAERN DE GROSSOS
39           – CAERN DE GUAMARÉ
40– CAERN DE IELMO MARINHO
41– CAERN DE IPANGUASSU
42– CAERN DE IPUEIRA
43– CAERN DE ITAJÁ
44– CAERN DE NOVA CRUZ
    45– CADEIA PÚB. “PROF. NOMINANDO GOMES DA SILVA
46– CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
47– CASA DE CULTURA DE NOVA CRUZ
48            – CDL DE NOVA CRUZ
49– CRAS – NOVA CRUZ
50– CLUBE DAS SAMARITANAS DE NOVA CRUZ
51– CLUBE DE MÃES DE NOVA CRUZ
52 – COMARCA DE NOVA CRUZ
53 – COPOM DO 8º BPM
54 – CORPO DE BOMBEIROS DE NOVA CRUZ
55 – CORREIOS DE NOVA CRUZ
56 – COSERN DE NOVA CRUX
57 – CT DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE NOVA CRUZ
58 – DELEGACIA DE POLÍCIA DE NOVA CRUZ
59 – DIRETÓRIOS MUNCIPAIS
60 – EMATER DE NOVA CRUZ
61 – ESCOLAS DE NOVA CRUZ
62 – ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
63 – FILHAS DE JÓ DE NOVA CRUZ
64 – IFERN DE NOVA CRUZ
65 – IGREJAS EVANGÉLICAS DE NOVA CRUZ
66 – INSS DE NOVA CRUZ
67 – LEGIÃO DE MARIA DE NOVA CRUZ
69 – LOJA MAÇÔNICA DE NOVA CRUZ
70 – PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
71 – POLICIAIS MILITARES DE NOVA CRUZ
72 – PRIMEIRAS DAMAS MUNICIPAIS
73 – PROMOTORIA PÚBLICA
74 – ROTARY CLUBE DE NOVA CRUZ
75 – SARGENTEAÇÃO DO 8º BPM
76 – SAÚDE DE NOVA CRUZ
77 – SAMU DE NOVA CRUZ
78 – SESC DE NOVA CRUZ
79 – SINDICATO DOS FUNCIONÁRIOS M. DE NOVA CRUZ
80 -  ST RURAIS DE NOVA CRUZ
81 – TELERN DE NOVA CRUZ
82 – 2ª URT – NOVA CRUZ
83 – 5º DISTRITO DO DER – NOVA CRUZ
84 – 6ª DELEGACIA REGIONAL DE POLÍCIA
85 – 12ª ZONA ELEITORAL

JOTA MARIA

JOTA MARIA
AMIGO DE TODAS AS HORAS E SEM FALSIDADE

JULINHA

JULINHA
TE AMO